Ex-procurador-geral de Justiça, Cláudio Lopes é preso no Rio

O ex-procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Claudio Lopes, foi preso na quinta-feira em sua casa na Zona Oeste da capital fluminense. Ele é acusado de participar do esquema de propinas liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral(MDB).

Lopes, que ocupou o cargo entre 2009 e 2012, foi denunciado em outubro pelo Ministério Público por formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e quebra de sigilo funcional. No mesmo processo, que tramita em segredo de Justiça, também foram denunciados o ex-governador Cabral, o ex-secretário estadual de governo Wilson Carlos e Sérgio de Castro Oliveira, suposto operador financeiro de Cabral. Na denúncia, porém, o único que teve a prisão pedida pelo Ministério Público foi Lopes. A Justiça autorizou a medida, cumprida nesta quinta.

Vazamentos

O ex-procurador-geral é acusado pelo ex-secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, e pelo ex-subsecretário executivo da mesma pasta, Cesar Romero, de ter vazado para ambos a realização de uma operação de busca e apreensão que seria realizada na casa de Romero, a pedido do Ministério Público, em novembro de 2010.

A busca foi feita, mas não foram encontrados documentos comprometedores porque no dia anterior Romero destruiu o material que poderia incriminá-lo, usando até um triturador de papel, segundo contou à Justiça.

Categoria:Brasil

Deixe seu Comentário