PARQUE COSTA DO SOL E VARIAS APAS VOLTAM A SER ALVO DE INCÊNDIOS CRIMINOSOS

Há quinze dias a equipe dos guardas parques, estiveram monitorando vários desmatamento com centenas de pequenas fogueiras, onde os criminosos mudaram apenas a forma de trabalho, a geografia é a mesma.

Há uma semana ocorreu no Parque Costa do Sol e nas APAs oito focos de incêndios criminosos, nos municípios limítrofes mais seis incêndios todos com finalidade imobiliária.
A equipe de Guarda Parques deu combate a três situações, Búzios, e Araruama, a mais grave foi entre Araruama e Arraial do Cabo, onde foram queimados dois quilômetros de extensão na beira da lagoa com una extensão de aproximadamente 300 a 500 metros, os focos tiveram inícios na terça as 18h e somente as 8h de quarta-feira se pode dar início ao combate, que terminou por volta das 17h. O grupo atuou mesmo sem nenhuma estrutura logística de apoio, tais como ração fria, alimentação e hidratação.

As APAs estão no alvo das grilagens de terra pela falta de fiscalização por parte das prefeituras.

As fiscalizações voltarão a acontecer de forma republicana nas APAs com procedimentos de comando e controle e apoio militar

Já no fim da tarde desta quinra-feira (07/11), Bianca ,a nova chefe de equipe, comandou um combate de fogo em loteamento ilegal em José Gonçalves, de forma que o fogo foi isolado em três quarteirões protegendo a Serra das Emerências, com sua experiência mais cedo havia alertado pelas condições meteorológicas associada a cultura criminosa dos moradores locais.


No fim do dia impediu o mal maior. Onde havia várias queimadas em José Gonçalves.

Categoria:Meio Ambiente

Deixe seu Comentário